Anticoncepcional mancha a pele?

Você sabia que a pílula anticoncepcional pode manchar a pele? Hoje já sabemos de muitos benefícios que esse método contraceptivo pode apresentar. Além de prevenir a gravidez, os comprimidos diários também podem aliviar diversos sintomas da TPM, diminuindo os efeitos da cólica e regulando o ciclo menstrual.

Mas também existem alguns efeitos colaterais que podem ser negativos. Será que manchas na pele podem ser inseridos nessa lista? Entre muitas gerações de mulheres, foi-se passando que a pílula pode sim manchar a pele, principalmente do rosto. Para esclarecer se isso é um mito ou verdade, conversamos com o dermatologista Bruno Vargas!

Anticoncepcional melhora ou piora a pele?

Com certeza você já ouviu promessas de que a pílula vai acabar com as suas acnes. Mas você sabe por que isso acontece? Tudo está relacionado aos nossos hormônios! 

Os andrógenos, por exemplo, são aqueles responsáveis pela produção de sebo e oleosidade na pele. Quando há uma ingestão regular do anticoncepcional, todos eles se regularizam, diminuindo a formação de acnes e cravos. Por outro lado, essa estabilização hormonal também pode provocar algumas alterações na pigmentação da pele.

A pílula anticoncepcional pode provocar melasmas

Melasma é um quadro caracterizado por manchas escuras na pele, mais comuns no rosto. “É facilmente identificado pela presença de mancha amarronzada na face, principalmente em bochechas, buço e testa, que surgiram após exposição ao sol, ao calor ou a hormônios”, explica o profissional.

Assim, o quadro é mais comum em pessoas que costumam ter uma exposição regular ao sol ou apresentam predisposições genéticas a desenvolver melasmas. Mas o que a pílula anticoncepcional tem a ver com isso? Tudo!

Acontece que o uso regular da pílula anticoncepcional pode ser um fator importante nesse momento. Mulheres que têm o costume de pegar sol por muito tempo e têm essa predisposição, se somarem a dosagem hormonal acima do comum, têm ainda mais chances de desenvolverem desordens na pigmentação da pele, como o melasma.

E não é tão raro ter uma dosagem hormonal acima do considerado normal. Isso pode acontecer sempre que tomamos anticoncepcionais ou estamos grávidas. Em ambas as situações há um maior nível de estrogênio, podendo influenciar as manchas.

Para se prevenir disso, você pode conversar com o seu ginecologista para usar o medicamento com níveis mais baixos do hormônio.

Como tratar manchas na pele

Se as manchinhas já apareceram pelo seu rosto, você deve imediatamente recorrer a um dermatologista. O especialista comenta que não há um tratamento universal, mas é comum que sejam utilizados cremes, peelings ou lasers.

Uma recomendação também muito importante é mudar alguns hábitos! “É importante redobrar a atenção com o uso de filtro solar, bonés e óculos, ou seja, barreiras físicas, e evitar a exposição direta à luz”, comenta ele.

Quando for procurar por um protetor solar, prefira aqueles com proteção aos raios ultravioletas! Mais uma dica é, quando for à praia ou à piscina, dar preferência ao horário da parte da manhã, antes das 10h, ou depois das 15h. São nesses momentos que os raios atingem com uma maior potência na nossa pele.

Por: Dr. Bruno Vargas – Dermatologista

Leia também!

Deixe um comentário