Corrimento branco: o que pode ser?

O corrimento vaginal branco é comum e natural. Normalmente não é sinal de doença ou de problemas, mas alterações em sua cor, odor e textura podem ser indicativos de infecções bacterianas, fúngicas, outros problemas de saúde ou gravidez.

O nome técnico do corrimento é leucorreia e ele pode vir de diversas cores, cada uma com indicativos diferentes sobre a saúde feminina. A maioria das cores indica doenças e infecções, mas o corrimento branco é natural e saudável.

Apesar de algumas condições patológicas causarem esta cor de corrimento, ele também acontece sem que haja qualquer coisa errada.

Também é possível que o corrimento branco surja em decorrência da puberdade que se aproxima. Há casos em que corrimentos brancos surgem até um ano antes da primeira menstruação em decorrência das primeiras mudanças hormonais no corpo da garota. Assim, existe um tempo para que ela se prepare para a menarca, a primeira menstruação.

Tipos de corrimento branco

O corrimento branco pode ser dividido em alguns tipos, cada um indicando coisas diferentes. No geral, ele pode ser fisiológico ou patológico.

Mais comum, o tipo fisiológico é perfeitamente saudável, pode variar de transparente para esbranquiçado e não deve possuir cheiro, nem ser acompanhado por outros sintomas. Apenas isso não é sinal de preocupação. Este corrimento é responsável pela lubrificação e higiene natural da vagina.

Por outro lado, o corrimento patológico é indicativo de uma doença. Ele pode ser causado por uma bactéria, um fungo ou protozoário, e deve ser tratado por um médico ginecologista. Apenas através de exames ele é realmente identificável, mas alguns sinais podem existir como o odor e a textura.

O corrimento branco ainda pode ter aspecto:

Clara de ovo

A textura e aparência de clara de ovo no corrimento, talvez variando na coloração transparente para branca, pode ser um indicativo de que a mulher está ovulando. Quando a ovulação acontece, o corpo libera progesterona, que causa o aumento da produção do líquido.

Leitoso

Este tipo de corrimento branco é natural quando não possui cheiro. Ele pode indicar lubrificação vaginal e não é um problema, mas se houver mudança de cor ou de odor, pode ser uma infecção.

Pastoso

O corrimento pode ser pastoso. Nesses casos, existe indicação de visita ao ginecologista, já que pode ser sinal de infecção.

Entretanto, geralmente, outros sintomas deixam mais claro a presença de bactérias, como ardência, odor desagradável e coceira intensa. A coloração do corrimento também pode mudar, deixando a infecção mais evidente.

Outros tipos de corrimento

Existem corrimentos de outras cores e cada um pode significar coisas diferentes. Alguns deles são:

Corrimento amarelo

Frequentemente causado por doenças como a tricomoníase e a clamídia, também pode ser ocasionado por outras doenças sexualmente transmissíveis ou uso de anticoncepcionais.

Corrimento marrom

A coloração pode indicar sangue no corrimento. Pode ser indicativa de gonorreia, mas também existe a possibilidade de este tipo de corrimento aparecer no início de uma gravidez, despejando coágulos antigos.

Corrimento rosa

Este corrimento é causado pela presença de baixa quantidade de sangue. Pode ser um escape de sangue causado pelo uso de anticoncepcionais, assim como sinal de que houve a fecundação de um óvulo.

Causas do corrimento

As causas para o corrimento branco são variadas, algumas patológicas, outras perfeitamente naturais. Quando possui esta coloração, as chances de que o líquido seja natural e não devido a problemas de saúde são grandes.

Ovulação

Tabelinha. Imagem: Tua Saúde

muco branco, que é um líquido esbranquiçado, é um sinal de ovulação. Quando ela está acontecendo, o corpo produz estrogênio, um hormônio que, entre outras coisas, causa o corrimento branco e pastoso.

Durante os primeiros dias após a menstruação este líquido é mais presente. Em seguida, o corpo produz progesterona, que deixa este corrimento mais aguado e a mulher fica mais facilmente lubrificada.

Bactérias

Infecções bacterianas podem causar corrimento branco. A vaginose bacteriana é uma da principais causas, tendo como agente infeccioso a bactéria a Gardnerella vaginalis e a Gardnerella mobiluncos, que traz, além do corrimento pastoso, coceira, queimação ao urinar e cheiro desagradável.

A infecção pode deixar o corrimento amarelado ou cinza.

Candidíase

candidíase é uma inflamação causada por fungo. É a causa mais comum de corrimento branco patológico e pode ser facilmente tratada. Assim como na vaginose bacteriana, a candidíase causa coceira, ardor ao urinar e cheiro desagradável.

Estresse

Estados mentais podem causar diversas alterações no corpo e estresse e ansiedade podem causar um aumento no corrimento vaginal branco.

Excitação sexual

Normalmente o líquido é mais aguado quando é em decorrência de excitação sexual. Ele serve para a proteção e lubrificação durante o sexo.

Câncer de útero

Pouco frequente, mas possível, um corrimento branco extremamente espesso e de forte odor pode ser sinal de câncer no útero. Não é um sintoma definitivo, mas certamente vale uma visita ao ginecologista.

Irritação vaginal

Quando a parte interna da vagina fica irritada, é possível que ocorra corrimento branco. Isso pode acontecer, por exemplo, por causa do uso de sabão no interior vaginal, o que não deve ser feito — nem mesmo com sabonete íntimo.

Isso pode causar irritação, reações alérgicas e ardência. A parte interna da genital feminina pode se limpar sozinha, apenas a externa precisa de higienização na maior parte do tempo.

Corrimento branco pode ser gravidez?

Mulher grávida. Imagem: Agora MT

Sim. E tudo tem relação com a progesterona. Ela é um hormônio produzido durante a segunda fase do ciclo menstrual — entre a ovulação e a menstruação — e serve para preparar o corpo da mulher para a gravidez. Quando a mulher menstrua, seus níveis caem.

Entretanto, caso a mulher engravide, a progesterona continua sendo produzida e a menstruação não acontece. Este hormônio causa um corrimento esbranquiçado que costuma diminuir em volume quando a menstruação se aproxima, mas como o hormônio continua atuando durante a gravidez, o corrimento não para.

Se houver grande quantidade de corrimento branco quando a menstruação atrasa e mesmo alguns dias após isso acontecer, a gravidez é uma possibilidade. Entretanto, o exame ginecológico ainda é necessário, já que este sinal não confirma gravidez e pode ser muitas outras coisas.

Fatores de risco

Qualquer mulher pode — e provavelmente vai — encontrar o corrimento branco de tempos em tempos. Entretanto, quando ele acontece por causa de infecções, algumas pessoas estão em um grupo de risco maior. São elas:

Relação sexual desprotegida

Além da possibilidade de gravidez, que causa o corrimento branco, a relação sexual desprotegida pode transmitir infecções vaginais caso o parceiro não possua higiene adequada ou esteja com alguma infecção peniana.

Mesmo sem a contaminação, a ejaculação masculina dentro do corpo feminino pode causar corrimento branco pouco depois ou até o dia seguinte.

Higiene precária

A falta de higiene vaginal pode favorecer a multiplicação de bactérias, o que pode levar à infecções.

Vários parceiros

Quanto mais parceiros, maiores as chances de um deles possuir uma infecção, o que aumenta também as chances de multiplicação de bactérias na vagina que podem causar corrimento branco ou de outras cores.

Fumantes

O cigarro afeta negativamente o corpo inteiro e isso inclui a vagina. Fumar facilita a reprodução de bactérias que podem causar doenças como a vaginose bacteriana na mulher.

Uso recente de antibióticos

Antibióticos são utilizados para eliminar bactérias que causam doenças. O problema é que não são muito específicos. Quando são usados, qualquer bactéria presente no corpo que seja sensível ao medicamento é morta, seja ela uma bactéria que está causando problemas ou uma necessária para o funcionamento normal do organismo.

A vagina possui diversas bactérias que mantém a acidez natural e saudável, além de proteger a região. Quando se toma antibióticos, elas podem ser vítimas do medicamento, o que, por alguns dias, facilita outras infecções vaginais que podem causar corrimento branco.

Uso de DIU

O DIU pode facilitar a vaginose quando não existem exames anteriores a inserção do método anticoncepcional para identificação da bactéria que causa a doença. Por isso, mulheres que colocaram o DIU recentemente possuem maiores chances de desenvolver infecções como a vaginose, que originam corrimento branco.

Leia também!

Deixe um comentário