Sibutramina causa dor no estômago? Conheça seus efeitos colaterais

Usado como remédio para emagrecer, a sibutramina é uma substância polêmica que apresenta alguns riscos e efeitos colaterais sérios à saúde. Apesar de ser recomendada por alguns endocrinologistas, é preciso colocar na balança os seus benefícios e riscos antes de iniciar o tratamento.

Vamos te ajudar a entender melhor se a sibutramina faz mal, como o composto atua no organismo e mostrar todos os efeitos colaterais causados pelo uso desse medicamento.

Sibutramina – O que é

A sibutramina é o princípio ativo de um medicamento usado para tratar transtornos depressivos, mas seu uso para emagrecer tem crescido de maneira alarmante. No entanto, no fim de 2010 foi retirado das prateleiras nos Estados Unidos e seu uso também é proibido em países da Europa, mas continua sendo comercializado no Brasil sob prescrição médica.

Para que serve

A sibutramina atua afetando algumas substâncias químicas no cérebro que participam da manutenção do peso. Ela é indicada em conjunto com uma dieta adequada e exercícios físicos para tratar obesidade associada a problemas sérios de saúde como diabetes, colesterol alto, pressão alta ou outros problemas sérios que afetam o sistema cardiovascular ou o metabolismo.

O principal mecanismo de ação da sibutramina ocorre no sistema nervoso central do organismo. A substância é capaz de afetar neurotransmissores presentes naturalmente no cérebro como a serotonina, hormônio que participa da regulação do apetite e do humor. Assim, a sibutramina atua como um inibidor de apetite que facilita a perda de peso.

Sibutramina faz mal?

A sibutramina tem efeitos colaterais graves que podem sim fazer mal à saúde. O uso dessa substância com o intuito exclusivo de emagrecer não é indicado, a menos em casos de obesidade muito extremos que põem em risco a saúde do paciente.

Se precisar usar o medicamento, seu uso deve ser feito com acompanhamento médico regular para monitorar o possível surgimento de efeitos adversos perigosos.

Efeitos colaterais

A sibutramina tem uma lista imensa de efeitos colaterais e não é à toa que já foi banida de vários países da Europa e dos Estados Unidos. Dentre os efeitos adversos mais comuns e mais leves relacionados ao uso de sibutramina estão incluídos:

  • Boca seca;
  • Dor de estômago;
  • Alterações de apetite;
  • Constipação;
  • Dor de cabeça;
  • Dor nas costas;
  • Dor abdominal;
  • Dor nas articulações;
  • Nervosismo ou irritabilidade;
  • Tontura;
  • Sintomas depressivos leves;
  • Sintomas de gripe como nariz escorrendo ou entupido;
  • Dor de garganta ou tosse;
  • Alterações na pele como calor, vermelhidão ou formigamento;
  • Surgimento de acne;
  • Dificuldade para dormir ou sonolência excessiva;
  • Erupção cutânea leve.

Efeitos colaterais mais graves incluem:

  • Ansiedade
  • Batimentos cardíacos acelerados ou irregulares;
  • Falta de ar ou dificuldade para respirar;
  • Agitação ou euforia;
  • Alucinações;
  • Febre alta;
  • Tremores;
  • Reflexos hiperativos;
  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Diarreia;
  • Perda de coordenação;
  • Pupilas dilatadas;
  • Rigidez muscular;
  • Suor;
  • Confusão mental;
  • Sensação de desmaio;
  • Hemorragias nasais ou sangramento na gengiva anormais;
  • Pressão arterial muito elevada;
  • Visão embaçada;
  • Zumbido nos ouvidos;
  • Convulsões;
  • Dor no peito;
  • Dormência súbita ou fraqueza.


Leia também!

Deixe um comentário